quarta-feira, 16 de junho de 2010

Primeiro romance afroamericano foi apresentado como "autobiografia" por preconceito

Primeiro romance afroamericano foi apresentado como "autobiografia" por preconceito

da Livraria da Folha
Um homem de pele branca, filho de pai branco e mãe negra, dividiu a sociedade norte-americana ao expor ambos os lados da questão racial de forma contundente em sua obra.

Divulgação

Romance afroamericano foi tido como "autobiografia" na época
A "Autobiografia de um Ex-Negro" (8Inverso Editora, 2010), do escritor norte-americano James Weldon Johnson (1871-1938), é um marco da literatura afroamericana, porque experencia o que é ser negro nos Estados Unidos do final do século 19 e início do 20.

O romance foi apresentado como uma autobiografia por conta do preconceito racial que existia na época. O volume de Johnson é tido como o primeiro texto de ficção da literatura afroamericana. Pela primeira vez é publicado em português.

Atual, o livro discute o espaço dos negros e quais atitudes dificultam --ainda hoje-- a plena inserção deles na sociedade. Os apêndices permitem com que o leitor se situe no universo descrito pelo autor.

Poeta, escritor, compositor, diplomata e ativista dos direitos civis dos negros, Johnson foi estudioso da cultura negra tradicional norte-americana. É um dos autores do movimento conhecido como "Harlem Reinassance", nas décadas de 1920 e 1930.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bienal de Istambu anuncia lista de artistas participantes...

Por: Rev.Brasileiros O brasileiro Victor Leguy está entre os selecionados para a mostra, que abre em setembro Adicionar  Os curador...