sexta-feira, 9 de outubro de 2009

"A rua como lugar de convívio"



A Fundação Nacional de Artes (Funarte) inaugura, no dia 15 de outubro de 2009, em seu espaço cultural de Belo Horizonte, a quarta exposição da série Da Rua. A mostra "A rua como lugar de convívio" promove um encontro entre o coletivo mineiro Poro, o gaúcho Daniel Escobar e o paulista Shima.

Daniel Escobar fará uma instalação utilizando faixas de anúncios publicitários, onde os textos são recortados, oferecendo outras possibilidades de leitura. As faixas serão distribuídas no espaço, constituindo uma grande massa suspensa. No chão, as letras retiradas das faixas formam uma pilha que, segundo a curadoria da mostra, enuncia o acúmulo de informações que nos atropelam no dia a dia.

Shima apresentará um trabalho inédito realizado com sacos de lixo que, preenchidos com balões de gás, flutuam no espaço. À medida que os balões estouram ou perdem o gás, os sacos descem e se acomodam no espaço expositivo. Shima fará ainda uma performance, no encerramento do evento.

O coletivo Poro, formado por Brigida Campbel e Marcelo Terça-Nada, exibirá uma série de registros fotográficos de intervenções realizadas nos muros das cidades de São Paulo e Belo Horizonte, entre 2008 e 2009. O grupo realizará também uma intervenção com azulejos de papel.

A exposição, com curadoria de Janaina Melo, propõe uma reflexão sobre a efemeridade dos materiais e imagens presentes nas cidades e sobre a forma como esses elementos interferem na paisagem urbana e nos processos de comunicação. Escobar, Shima e o grupo Poro deslocam a percepção do público com suas intervenções, sobreposições e ocupações, que alteram a forma e a qualidade dos materiais utilizados. A partir das possibilidades de participação do espectador, outras camadas de significação são acumuladas.

Com a série de mostras Da Rua, a Funarte pretende contribuir para o debate sobre a institucionalização da pintura de rua e da intervenção urbana - linguagens que, nos últimos anos, saltaram dos muros das cidades para galerias, museus e centros culturais. As duas primeiras mostras, chamadas "Da Rua: que pintura é essa", inauguradas em São Paulo e no Rio de Janeiro em maio de 2009, trataram principalmente de questões relacionadas ao grafite. A terceira exposição reúne em Brasília, até 8 de novembro, obras do artista Junior de Paiva e da dupla Krishna Passos e Adriana Vignoli.

Da Rua: imagem, arte e ação
A rua como lugar de convívio
Local: Funarte MG
Endereço: Rua Januária, 68 - Floresta, Belo Horizonte
Abertura: 15/10/2009, às 19h30
Exposição: de 15/10 a 15/11
Visitação: de segunda a sexta, das 10h às 20h / sábados e domingos, das 14h às 18h

Entrada Franca

Para participar das visitas monitoradas, faça sua reserva de segunda a sexta-feira, de 10h às 17h, pelo telefone (31) 3213-3084

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bienal de Istambu anuncia lista de artistas participantes...

Por: Rev.Brasileiros O brasileiro Victor Leguy está entre os selecionados para a mostra, que abre em setembro Adicionar  Os curador...